Procedimento em situações de crise no estrangeiro

As autoridades do país de destino são responsáveis em situações de crise. Obedeça às instruções dadas pelas autoridades locais. Faça um comunicado de viagem ao Ministério dos Negócios Estrangeiros da Finlândia caso não o tenha feito antes da viagem.

As autoridades do país de destino são responsáveis em situações de crise. Obedeça às instruções dadas pelas autoridades locais.

Para obter assistência de emergência, contacte as autoridades de resgate do país de destino (polícia, bombeiros, proteção civil).

Acompanhe os meios de comunicação locais e as páginas Web da missão diplomática e do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Finlândia.

De acordo com a Lei sobre serviços de viagem combinados, o operador turístico é o principal responsável pela organização dos cuidados médicos, ou do retorno antecipado dos passageiros, bem como pelo esclarecimento de crimes ou danos e por outras medidas necessárias.

Limite a movimentação desnecessária. Se possível, deve abandonar a área de crise ou, pelo menos, retirar os membros de família da área. Caso resida permanentemente no país, comunique à missão diplomática ter abandonado a área de crise.

As missões diplomáticas dos países nórdicos e da UE têm a obrigação de auxiliar os cidadãos finlandeses em situações de emergência, caso não exista uma missão diplomática da Finlândia na cidade ou no país em questão.

Prepare-se

  1. Faça um comunicado de viagem. Numa situação de emergência ou de crise, o Ministério dos Negócios Estrangeiros pode contactar os que fizeram um comunicado de viagem.
  2. Leia os conselhos a viajantes (em anexo) Familiarize-se com o plano de emergência da missão diplomática (em anexo).
  3. Os conselhos a viajantes são publicados nos países em que a Finlândia possui missão diplomática, ou em que as missões diplomáticas podem obter informações fiáveis. Caso não existam conselhos para viajantes da Finlândia, para o seu destino turístico, verifique o que os outros países recomendam.​​